Atlético-MG faz proposta para Fábio Carille, técnico do Corinthians, que recusa

Atlético-MG faz proposta para Fábio Carille, técnico do Corinthians, que recusa

Atlético-MG faz proposta para Fábio Carille, técnico do Corinthians, que recusaTreinador foi procurado durante o Carnaval, mas não trocará de clubePor Guilherme Frossard e Mar

Leia tudo

Atlético-MG faz proposta para Fábio Carille, técnico do Corinthians, que recusa

Treinador foi procurado durante o Carnaval, mas não trocará de clube

Por Guilherme Frossard e Marcelo Braga, Belo Horizonte e São Paulo

14/02/2018 12h24  Atualizado há 1 hora

Atrás de um substituto para Oswaldo de Oliveira, demitido na última sexta-feira, o Atlético-MG deu um passo ousado no Carnaval e apresentou uma proposta ao técnico Fábio Carille, atual campeão brasileiro pelo Corinthians. O Galo, via assessoria de imprensa, diz que não comentará negociações.

Com contrato com o Timão até o fim de 2019, o treinador de 44 anos ficou agradecido pelo reconhecimento de seu trabalho, mas disse que o seu desejo é permanecer no Parque São Jorge.

Satisfeito com sua condição no clube, onde começou como auxiliar técnico em 2009 e foi efetivado em janeiro de 2017, Fábio Carille dificilmente aceitaria uma proposta para deixar o Corinthians neste momento. Campeão paulista e brasileiro no ano passado, tem a Libertadores como meta.

Via assessoria de imprensa, a diretoria corintiana disse que "não foi procurada pelo Atlético-MG, e que Carille tem contrato vigente por mais dois anos".

Procurado pela reportagem, o empresário do treinador, Paulo Pitombeira, da Talents Sports, também não atendeu as ligações nem respondeu as mensagens enviadas ao seu celular.

Tcnico Fbio Carille est valorizado no Corinthians Foto Daniel Augusto JrAg CorinthiansTcnico Fbio Carille est valorizado no Corinthians Foto Daniel Augusto JrAg Corinthians

Técnico Fábio Carille está valorizado no Corinthians (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag Corinthians)

A busca do Atlético-MG por um novo treinador já dura cinco dias e está entre as mais lentas dos últimos dez anos. Campeão da Libertadores em 2013, Cuca também recusou o convite. Ele alegou que só voltará a trabalhar após a Copa do Mundo.