Babado: Presidente de clube paraguaio assume relação com jogador

Babado: Presidente de clube paraguaio assume relação com jogador

Um caso incomum ocorreu no futebol paraguaio. Antonio González, presidente do Rubio Ñu de Luque — time semiprofissional que joga uma liga regional —, assumiu que teve uma relação íntima com um jo

Leia tudo

Um caso incomum ocorreu no futebol paraguaio. Antonio González, presidente do Rubio Ñu de Luque — time semiprofissional que joga uma liga regional —, assumiu que teve uma relação íntima com um jogador do clube, Bernardo Gabriel Caballero. Em entrevista à rádio Azul y Oro, o dirigente afirmou que decidiu revelar o envolvimento de dois anos após o vazamento de fotos com o jogador na internet, que teria sido feito pelo novo empresário do atleta.

— Vamos ser honestos, era uma pessoa que estava comigo no Rubio Ñu, era muito especial para mim. Entre parênteses, era o meu companheiro pessoal. E tinha todos os privilégios: carros que nunca pensou conduzir, como Mercedes, Land Cruiser, Prado, Hilux… De repente apareceu uma velha louca, louco, e teve de deixar o clube, porque o levou a Mar del Plata. Então, tive que tomar uma medida para que não entre mais no clube. Aí que começou tudo — disse.

González também gravou um vídeo, postado nas redes sociais, em que chama Caballero de "mal-agradecido".

— Um homem é mil vezes mais ciumento do que uma mulher, não gosto que me ameacem — acrescentou.

Segundo o presidente, o novo empresário, chamado Valentín, começou a cercar o clube e pedir a liberação do jogador, que teria sido comprado há dois anos pelo valor de 7 milhões de guaranis (R$ 4,2 mil). González pede 2 milhões de guaranis (R$ 1,2 mil) para permitir a negociação do atleta, mas o novo agente afirmou que só tinha a metade do valor. Por isso, de acordo com González, começou a chantagem.

— Faz 15 dias que este Valentín está mexendo com um secretário meu, dizendo que queria o seu passe. Eu disse a ele que não queria conversar com aquele homem. Seu passe custa 2 milhões de guaranis. Que ele traga e pronto. Ele nos citou duas vezes na Liga, fomos e ele disse que ele só tinha 1 milhão — completou.