Jovens estão a abandonar o Facebook (FONTE A GLOBU)

Jovens estão a abandonar o Facebook (FONTE A GLOBU)

Pela primeira vez em pouco tempo, menos de metade dos cibernautas americanos, entre 12 e 17 anos, usarão o Facebook este ano, de acordo...

Leia tudo

Pela primeira vez em pouco tempo, menos de metade dos cibernautas americanos, entre 12 e 17 anos, usarão o Facebook este ano, de acordo com a empresa de pesquisa eMarketer.

O caso é revelador: O Facebook já não é a rede social preferida dos jovens!
O mundo está a mudar e as redes sociais estão igualmente a sofrer alguns efeitos derivados da saturação. Os cibernautas americanos, com idades compreendidas entre os 12 e 17 anos estão a sair do Facebook. Além disso, prevê-se que o uso desta rede nas idades compreendidas dos 18 aos 24 anos também caia cerca de 5,8%.

Segundo os dados recolhidos pela empresa, irá continuar a perda de interesse nestas idades pelo menos nos próximos dois anos. Claro que o Facebook ainda continuará a adicionar muitos utilizadores globalmente, mas será a um ritmo mais lento.
Recentemente, o Facebook revelou alguns dados, tendo na altura esclarecido que o número de pessoas que iniciou sessão na rede social, nos Estados Unidos e Canadá, caiu pela primeira vez, de 700 para 184 milhões. O CEO da gigante do mundo social online revelou também que o tempo que os utilizadores passam na plataforma diminuiu em 50 milhões de horas diárias.

A EMarketer estima que a empresa perderá dois milhões de utilizadores com menos de 25 anos este ano. Isso deve ser preocupante para o Facebook em dois níveis: tendo o futuro em mente, a empresa certamente não quererá que os seus utilizadores envelheçam e o mercado dos EUA é, de longe, o mais lucrativo da empresa.


Estará o Instagram a receber estes utilizadores?

Segundo o que avança a empresa de marketing, os jovens que estão a abandonar o Facebook estão, contudo, a migrar para o Instagram. Esta plataforma de fotografia detida pelo Facebook, deverá crescer cerca de 1,6 milhões de utilizadores com idades inferiores a 25 anos. O Snapchat, por outro lado, apresenta uma perspetiva de expansão junto da faixa etária mais baixa, com mais de 1,9 milhões de novos fãs previsto para este ano