Nádia surta ao ser obrigada a cuidar de Raquel: “Eu, servir uma negra?”

Nádia surta ao ser obrigada a cuidar de Raquel: “Eu, servir uma negra?”

Na novela O Outro Lado do Paraíso, Raquel (Erika Januza) sofrerá um acidente grave, uma tentativa de homicídio arquitetada por Sophia (Marieta Severo). Diante disso tudo, depois que deixar o

Leia tudo

Na novela O Outro Lado do Paraíso, Raquel (Erika Januza) sofrerá um acidente grave, uma tentativa de homicídio arquitetada por Sophia (Marieta Severo). Diante disso tudo, depois que deixar o hospital, a mulher será levada por Bruno (Caio Paduan) para a casa dos seu pais. Ao exigir que sua mãe cuide da juíza, Nádia (Eliane Giardini) ficará possessa de ódio, ao ponto de questionar: “Eu, servir uma negra?”.

O delegado ameaçará sua mãe, deixando claro que ele vai sumir da vida dela caso ela recuse sua mulher: “Dar comida, banho. A Raquel fica no meu quarto. Quando eu tiver em casa, eu ajudo. Quando não, você dá uma fugidinha do salão. Cozinha pra ela”, afirmará o homem. Nádia aceitará. Raquel se oferecerá para ficar no quarto da empregada, mas logo será atiçada pela mulher de Gustavo (Luis Melo), que dirá que lá é o quarto da senzala.

“Trouxe um lanche para você. Ouvi quando disse que se sentia uma princesa. Quem diria, não é? Eu, servindo uma negra do quilombo”, afirmará Nádia, que logo ouvirá da juíza: “O mundo dá voltas. Eu sei que não está feliz, dona Nádia, por ter que me suportar. Mas eu vim porque preciso e porque o Bruno insistiu. Já que estou aqui, vou me cuidar, me recuperar. Ficar boa. A senhora, goste ou não, tem que me engolir. Pode me chamar de negra, eu tenho orgulho de ser negra. A senhora é que não devia ter orgulho por ser racista. Já que estou aqui, espero que cozinhe muito bem. Vai me servir”, dirá.

Nádia provocará a nora questionando: “Ainda bem que não continua como faxineira, seria impossível voltar ao trabalho tão cedo já que tem que se recuperar. Aliás, faxineira não faz fisioterapia, faz?”, é quando a magistrada diz que sim, colocando um ponto final em seguida para dizer que a comida está salgada, ordenando que seja servido uma água para a mesma. Em seguida, ao agradecer o favor, Nádia mentirá, dizendo: “Não disse, mas se é o que pensa, saiba que adoro você. Sonho com o dia em que se casará com meu filho”. Raquel pede que ela pare de mentir, pois um raio pode acertá-la.