Pediu passagem: Cuca explica por que abriu treinos e indica volta de Egídio

Pediu passagem: Cuca explica por que abriu treinos e indica volta de Egídio

Sem jogar desde eliminação na Libertadores, lateral deverá ter nova oportunidade no

Leia tudo

Sem jogar desde eliminação na Libertadores, lateral deverá ter nova oportunidade no Palmeiras.
Nas quase duas semanas de preparação para o duelo deste sábado contra o Atlético-MG, Cuca não fez mistério. O técnico do Palmeiras surpreendeu e abriu as atividades. A ideia foi explicar indiretamente à torcida, via imprensa, as eventuais alterações que fizesse na escalação da partida em Belo Horizonte.
– Exatamente para que vocês possam passar para o torcedor, que é o mais importante. O porquê as coisas acontecem. Vocês avaliaram, cada um na sua opinião, todos os treinos, todas as trocas. Se você não avalia os treinos, o torcedor não entende por que jogador vai jogar – disse o treinador, nesta sexta-feira.

Pegando como base a formação que mais ensaiou ao longo dos últimos dias, foram duas as trocas em relação à vitória sobre o São Paulo. Egídio substitui Michel Bastos, e Mayke assume a vaga de Jean (que passa a jogar no meio de campo, no lugar de Bruno Henrique). O provável retorno de Egídio, que ficou marcado pelo pênalti perdido na eliminação para o Barcelona de Guayaquil, na Libertadores, foi comentada por Cuca.

– Por isso a gente abre o treino, para que vocês passem a opinião para o torcedor. Vocês viram que o Egídio está treinando bem, está com força, velocidade e disposição. Não tínhamos preparado nada para ele voltar nesse jogo ou aquele, mas sim o trabalho dele que mostrou. Fez gol no jogo-treino, nos treinamentos pediu passagem, entre aspas. Assim como o Mayke. Eles se escalaram.

De fato, os dois laterais se destacaram nos últimos treinamentos na Academia de Futebol. Soma-se a isso o fato de Michel Bastos ter se queixado de dores musculares. A não ser que o treinador mude de ideia de última hora, Egídio terá uma nova oportunidade.

– Eu acho que ele está treinando bem. Os jogadores sentem quando um está se impondo. O jogo ajuda por ele ter uma história grande com Belo Horizonte também – comentou Cuca, lembrando o vitorioso passado mineiro do ex-jogador com a camisa do Cruzeiro.

- Fonte: GloboEsporte