ROGER MACHADO FALA QUANDO MOISÉS E DRACENA VOLTAM A JOGAR

ROGER MACHADO FALA QUANDO MOISÉS E DRACENA VOLTAM A JOGAR

O Palmeiras vem realizando uma grande campanha no Paulistão, acumulando 100% de aproveitamento, com seis vitórias em seis jogos, e ainda vai receber mais ‘reforços’ em breve. Em fases finais de rec

Leia tudo

O Palmeiras vem realizando uma grande campanha no Paulistão, acumulando 100% de aproveitamento, com seis vitórias em seis jogos, e ainda vai receber mais ‘reforços’ em breve. Em fases finais de recuperações, o zagueiro Edu Dracena e o volante Moisés estão próximos de serem novidades no time. O lateral-esquerdo Diogo Barbosa também trabalha para voltar a ficar à disposição.

“O Edu (Dracena) vocês já têm visto no campo, acredito que esteja finalizando esse processo. O Moisés já até entrou, estava um pouquinho adiantado em relação ao Edu, agora estão parelhos. Acho que na próxima semana teremos novidade em relação a eles“, disse o técnico Roger Machado, em entrevista coletiva nesta quarta-feira.

Na lateral-esquerda, Diogo Barbosa chegou com moral do Cruzeiro, mas se lesionou e ainda não pôde entrar em campo. Sem o novo contratado, Michel Bastos e Victor Luís, que retornou de empréstimo do Botafogo, vêm disputando uma posição. O camisa 15 será titular novamente nesta quinta-feira, contra o Linense, mas o “dono” da posição ainda está longe de estar definido.

“O jogo que o Michel entrou, jogou muito bem, mas como havia substituído o Victor pela sequência, era coerente que eu retornasse com o Victor porque não havia saído por questão técnica. Mas ainda está aberta essa situação, e temos ainda o retorno do Diogo, que daqui a pouco está no campo. Vai ficar ainda mais bonito ainda (risos)”, disse o comandante.

Além da melhor campanha, o Palmeiras tem também o melhor ataque e a melhor defesa do Paulistão 2018. O bom desempenho, na avaliação de Roger, passa pela entrega de todos os jogadores. Na questão defensiva, Antônio Carlos e Thiago Martins vêm ganhando sequência e estão apresentando bom rendimento, mas os poucos gols sofridos passa pela colaboração do time todo.

“A defesa é centralizada em cima dos dois jogadores de área, mas o processo defensivo é feito por todos. É a menos vazada porque todos defendem e todos atacam. Miguel (Borja) é meu primeiro defensor, assim como Jailson é meu primeiro atacante. Zagueiro bom é zagueiro protegido. Zagueiro que precisa fazer cobertura toda hora fora de sua área de atuação, ele tende a ter dificuldade. Zagueiro fora da área não negocia com atacante, tem que ser incisivo para definir a jogada, para que isso não possa acabar dentro do nosso gol. Quero oferecer oportunidade, mas é importante que se conheçam jogando”, completou Roger.