Willian sai na frente, mas terá concorrência de xodós da torcida pela vaga de Borja

Willian sai na frente, mas terá concorrência de xodós da torcida pela vaga de Borja

Os números impressionantes de Miguel Borja nesta temporada pelo Palmeiras geram grande expectativa sobre quem será o substituto do centroavante nos próximos sete jogos, em que o colombiano está com

Leia tudo

Os números impressionantes de Miguel Borja nesta temporada pelo Palmeiras geram grande expectativa sobre quem será o substituto do centroavante nos próximos sete jogos, em que o colombiano está com sua seleção se preparando para a Copa do Mundo. Willina sai na frente para ocupar a função, mas Roger Machado também conta com outras opções.

“Eu tenho o Willian jogando na maioria das vezes (quando o Borja não está), tenho o Deyverson, o Papagaio, assim como o Fernando. Inicialmente o Willian sai na frente na disputa, porque é o mais usado na função”, afirmou Roger Machado. Willian é o jogador que mais atuou pelo Palmeiras no ano, com 29 partidas. Artilheiro do clube em 2018, ele é o segundo maior goleador em 2018, junto de Keno, com 7 gols. Na prática, ele atuou como centroavante durante grande parte do confronto com o Bahia. Na ocasião, para quebrar a forte marcação do Tricolor, Borja se deslocou em diagonal em diversas oportunidades, deixando centro do ataque para Bigode.

“(Sem Borja) perdemos um pouco das diagonais curtas, que fazemos também com o Willian, mas não com a maestria que o Miguel faz. Mas também ganhamos um pouco de mobilidade e o jogo em entrelinha, que não é muito a característica do Miguel”.

Se Willian não atuar, Deyverson surge como principal opção. Correndo por fora, os garotos Fernando e Papagaio também podem desempenhar a função. A dupla, inclusive, não viajou com a equipe sub-20 do Palmeiras, que está na Holanda, para participar dos treinos e, se necessário, jogos nesta sequência até a parada para o Mundial. Fernando estreou no último jogo do ano passado, com Alberto Valentim, mas fez seu primeiro gol como profissional em sua única partida em 2018, contra o Ituano, pelo Campeonato Paulista. Se desempenhar a função de centroavante, o garoto se assemelha com Gabriel Jesus, sendo um 9 mais móvel e com velocidade.

Já Papagaio é o típico centroavante e teve suas primeiras chances no time de cima já sob o comando de Roger Machado. Foram três partidas neste ano, também com um gol, na goleada por 5 a 0 sobre o Novorizontino, pelas quartas de final do Paulista.